Ternium Brasil e o descaso com populações atingidas em meio à pandemia da Covid-19

Siderúrgica ignora dados sobre contágio na zona oeste do Rio de Janeiro, onde está localizado o bairro de Santa Cruz, e segue suas atividades normalmente. Enquanto isso, trabalhadores e moradores que já sofriam com a contaminação, agora estão ainda mais expostos, graças à irresponsabilidade da empresa

Solidaridad global con comunidades, pueblos indígenas y trabajadores: en riesgo por la industria minera que busca aprovecharse de la pandemia

Carta internacional sobre la Minería en las Américas y Sur Global en tiempos de Covid-19

Itabira (MG), berço da Vale, vive “surto descontrolado” de Covid-19 causado pela mineradora

Pelo menos 188 trabalhadores da mineradora foram diagnosticados com Covid-19 em Itabira na semana passada, mais da metade dos 361 casos confirmados no município até o momento.

Vale é excluída de fundo soberano norueguês por crimes em Minas Gerais

O Fundo de Pensão do Governo da Noruega anunciou nesta quarta-feira (13) que excluiu de seus investimentos a mineradora Vale por conta dos rompimentos das barragens de Fundão, em Mariana (2015) e do Córrego do Feijão, em Brumadinho (2019). No comunicado divulgado pelo Norges Bank, instituição que administra o fundo, “Foi recomendado que a Vale fosse excluída em decorrência de repetidas rupturas de barragens”.

Pelo décimo ano consecutivo, acionistas críticos apresentam seus votos na Assembleia Geral Ordinária da mineradora Vale

A Articulação Internacional dos Atingidos e Atingidas pela Vale – AIAAV – adota como uma de suas uma estratégias de intervenção a compra de ações da companhia Vale no mercado, com o intuito de intervir nas assembleias de acionistas sensibilizando outros acionistas através de votos críticos, demonstrando como a atuação da companhia e as decisões tomadas por seus executivos têm um impacto nas vidas das pessoas e comunidades próximas à área de operações e projetos da empresa.

The Intercep Brasil | Coronavírus: mesmo com empregados contaminados, Vale mantém operação e aglomerações em Minas

Responsável pelos dois maiores crimes socioambientais da história do Brasil, os rompimentos das barragens de Mariana, em 2015, e de Brumadinho, em 2019, que mataram 289 pessoas, a Vale agora coloca em risco a população do Pará e de Minas Gerais ao não paralisar suas atividades em meio à crise do novo coronavírus.

Barragem se rompe em Pedro Alexandre, na Bahia

Caso ocorreu no povoado de Quati, na manhã desta quinta-feira (11). Água começou a chegar em Coronel João Sá na tarde desta quinta Uma barragem se rompeu no povoado de Quati, que fica em Pedro Alexandre, localizada a cerca de 435 km de Salvador, na manhã desta quinta-feira (11). Conforme a Defesa Civil da cidade,... Continuar Lendo →

Por Trás dos Desastres e Conflitos da Mineração

Aceleração e queda no mercado global do setor estão associadas a afrouxamento da legislação ambiental e práticas das companhias que privilegiam o lucro em detrimento da segurança humana e da proteção ao meio ambiente. A mineração é uma atividade secular em terras brasileiras. Existe desde o século 16, quando os bandeirantes colonizadores encontraram os primeiros... Continuar Lendo →

A Vale Provoca Minério-Dependência e Insufla a População Contra os Índios em Ourilândia do Norte-PA

Em junho completaram-se 150 dias do crime cometido pela mineradora transnacional Vale S.A. em Brumadinho, Minas Gerais. Os 12,7 milhões de m³ de rejeitos em forma de lama que se espalharam com o rompimento da Barragem I da mina Córrego do Feijão, onde se extraia especialmente minério de ferro, levaram consigo 272 vidas (até o... Continuar Lendo →

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: